O que significa o "Megadiscovery" da Bolívia de Gás Natural?

Embora o governo do presidente boliviano, Evo Morales, tenha dito no mês passado que havia descoberto "um oceano de gás", é impossível saber se o poço tem gás comercial sem testes de produção.

Pergunta: O ministro boliviano de Hidrocarbonetos, Luis Sánchez, anunciou recentemente que o governo havia descoberto "um oceano de gás" a uma profundidade de 7.640 metros em sua zona Subandino Sur, chamando a "megadiscovery" a descoberta mais importante para o país nos últimos 20 anos. Alguns dias antes, Sánchez disse a repórteres que ele e seu homólogo peruano haviam concordado em discutir a possibilidade de construir um gasoduto para transportar gás natural da Bolívia para o Peru, de onde o presidente boliviano Evo Morales queria exportar gás natural liquefeito. Qual a última descoberta de gás para o setor de hidrocarbonetos da Bolívia? O que significaria um aumento nas reservas de gás para a economia do país? Qual é a probabilidade de o Peru e a Bolívia construirem um gasoduto ligando os dois países em um futuro próximo, e quais implicações esse projeto teria?

Resposta: Mauricio Becerra de la Roca Donoso, sócio-diretor da Becerra de la Roca Donoso & Asociados SRL (BDA Abogados):

"Huamampampa, um bloco de arenito que é uma fonte de gás, foi descoberto em Margarita, Huacaya, Incahuasi e outros campos em profundidades entre 4.000 e 6.000 metros, mas a descoberta de Boyui X2 foi inédita em mais de 7.500 metros, o que deu ao achado o nome de Huamampampa Kipe ('profundo', em Guarani). Segundo Carlos Torrico, vice-ministro de exploração e exploração de hidrocarbonetos, o termo "oceano de gás" tem sido usado para que as pessoas entendam a magnitude da descoberta. De qualquer forma, devemos aguardar os resultados finais da exploração e perfuração do poço Boyui para determinar se o gás comercial existe, e quanto. Segundo Torrico, o objetivo — uma profundidade de 8.000 metros — será cumprido no final de fevereiro, após o qual avaliações e um teste de produção para determinar quanto o poço poderia produzir seriam realizados. Isso provavelmente ocorrerá por volta de 25 de abril, de acordo com o cronograma. Se a nova descoberta for confirmada e certificada, seria muito positivo para a Bolívia, uma vez que aumentaria significativamente suas reservas, traria mais investimentos para o setor de hidrocarbonetos e proporcionaria maior segurança nos atuais contratos de exportação de gás com Brasil e Argentina, bem como a possibilidade de assumir projetos de exportação de gás com países vizinhos, como Paraguai e Peru. Isso poderia incluir a possibilidade de exportar GNL através dos portos dos países vizinhos. Peru e Bolívia concordaram em criar um grupo de trabalho encarregado de examinar as possibilidades e requisitos para exportar gás natural e GNL para locais no sul do Peru, que prevê a construção de redes domiciliares e um gasoduto do território boliviano até o porto de Ilo, no Peru. No caso de Huamampampa Kipe ser confirmado e certificado, isso facilitaria a concretização do projeto do gasoduto. A estratégia seria que a YPFB passasse de ser apenas um exportador para ser um comerciante e distribuidor na região, obtendo assim maiores benefícios de chegar ao cliente final.

WordPress Lightbox
Open chat